• banner_bookpartners_parceria_250
  • banner_gustavo_moura
  • banner_cymbalista_a
  • banner_wulf
Home Todas as Coleções Geografia e Adjacências
Megaeventos

megaeventos

Megaeventos e produção do espaço urbano

Fabio Silveira Molina
Formato 16x23 cm, 174 páginas


Compre aqui

 

Fábio Silveira Molina desafia-nos nesta obra a ver os mega-eventos – Expos, Jogos Olímpicos, Copas do Mundo – para além da enganosa aparência de coisas efêmeras, explosões de grande magnitude mas de curta duração que se esgotam nas poucas semanas que medeiam entre a abertura e o encerramento. Os mega-eventos perduram na história muito para além do seu calendário, ficando inscritos no espaço como factos urbanos. É esse o primeiro ensinamento deste livro. Depois, desmistificando outra ideia feita que também circula muitas vezes, mostra que os mega-eventos não são epifenómenos de hoje, mas elementos vinculados à produção moderna do espaço urbano, que foram marcando presença em diferentes fases de evolução da cidade.

 

Tomando como objeto de estudo o Rio de Janeiro, o autor conduz nas páginas deste livro uma investigação profunda do papel dos mega-eventos na modelação da paisagem e na organização sócio-espacial desta cidade, recobrindo um largo arco temporal que vai da Exposição Nacional de 1908 à preparação dos próximos Jogos Olímpicos. De forma solidamente fundamentada, Fábio Silveira Molina demonstra e analisa o modo como os mega-eventos estiveram presentes ao longo deste período em sucessivas etapas do desenvolvimento do Rio, com consequências na reconfiguração das centralidades urbanas e numa permanente produção de novas formas de segregação social do espaço.

 

Doutorado em Geografia pela Universidade de São Paulo, com uma formação rica e sólida que inclui passagens por várias universidades europeias, Fábio Silveira Molina demonstra neste livro ainda uma última coisa: que sabe aliar bem o rigor da pesquisa acadêmica a excelentes qualidades narrativas. Mega-eventos e Produção do Espaço Urbano é, além de tudo o mais, uma obra de leitura prazerosa pela sua escrita clara e atraente.

Eduardo Brito-Henriques

 

 

 
^ Top ^