• banner_christian
  • banner_norma_telles_4
  • banner_jair
  • banner_danilo
Home Todas as Coleções Cidadania e Meio Ambiente
Políticas socioambientais e participação
politicas_socioambientais_e_participacao
Políticas socioambientais e participação
Pedro Roberto Jacobi (organizador)
Formato: 14x21 cm, 541 páginas
ISBN: 978-85-391-0767-4

 

A partir de uma abordagem em torno da complexidade das causas que originam os problemas socioeconômicos e ecológicos da sociedade global, não só se reforçam as necessárias relações entre economia, tecnologia, sociedade e política. Há quase 25 anos, desde a conferência Rio 92, a interdependência entre o desenvolvimento socioeconômico e as transformações no meio ambiente definem as possibilidades de crescimento, destacando a importância de iniciativas e formas inovadoras que levem em conta a existência de interlocutores e participantes sociais relevantes.

Este 10º volume da coletânea PROCAM reúne artigos que debatem o tema da participação de forma contemporânea sob diversas perspectivas, desde mais teóricas até estudos de caso.

 

Compre aqui

 


A produção de conhecimento deve necessariamente contemplar as inter-relações do meio natural com o social, incluindo a análise dos determinantes do processo, o papel dos diversos atores envolvidos e as formas de organização social que aumentam o poder das ações alternativas numa perspectiva que priorize um novo perfil de desenvolvimento, com ênfase na sustentabilidade socioambiental.

 

Isso nos remete a uma necessária reflexão sobre os desafios que estão colocados para mudar as formas de pensar e agir em torno da questão ambiental numa perspectiva contemporânea, o que demanda uma mudança radical nos sistemas de conhecimento, dos valores e dos comportamentos gerados pela dinâmica de racionalidade existente, fundada no aspecto econômico do desenvolvimento.

 

Essa busca de respostas na interdisciplinaridade deve-se à constatação de que os problemas que afetam e mantêm a vida no nosso planeta são de natureza global e nessa direção o desafio da interdisciplinaridade demanda um processo de conhecimento que busca estabelecer cortes transversais na compreensão e explicação em contextos de pesquisas.

 

A partir de uma abordagem em torno da complexidade das causas que originam os problemas socioeconômicos e ecológicos da sociedade global, não só se reforçam as necessárias relações entre economia, tecnologia, sociedade e política. Há quase 25 anos, desde a conferência Rio 92, a interdependência entre o desenvolvimento socioeconômico e as transformações no meio ambiente definem as possibilidades de crescimento, destacando a importância de iniciativas e formas inovadoras que levem em conta a existência de interlocutores e participantes sociais relevantes e ativos através de práticas sociais e educativas e de um processo de diálogo informado, o que reforça um sentimento de co-responsabilização e de constituição de valores éticos.  

 

Novos caminhos são desenhados a partir de mudanças no acesso ao conhecimento e à informação, por transformações institucionais e da lógica de governança governamental e corporativa e da formação de quadros profissionais e da mudança de valores individuais e coletivos. O conjunto de textos aqui reunidos aborda diversas temáticas e foram organizados de forma a contemplar conteúdos associados com biodiversidade, governança ambiental, governança da água, práticas participativas e meio ambiente, jornalismo ambiental, vulnerabilidade e impactos ambientais, políticas públicas e mudanças climáticas, e educação e discurso ambiental.

 

A lógica tradicional que preside a forma como se desenvolve o conhecimento demanda novas leituras e interpretações, e isto implica em reorganizar o recorte do conhecimento científico, e à necessidade de avanços paradigmáticos que se confrontem com a complexidade ao superar os obstáculos existentes para o aprofundamento das práticas interdisciplinares.

 

Pedro Roberto Jacobi

 

 

 

 
^ Top ^