• banner_christian_dispoivel
  • banner_norma_telles_disponivel
  • banner_jair
  • banner_danilo
Home Estudos Clássicos
O Renascimento e as origens da cenografia moderna

scaenae_frons_novo_2

O Renascimento e as origens da cenografia moderna
Vania Cristina Serri
Formato: 16x23, 297 páginas
ISBN: 978-85-391-0814-5


Identificação e reconstituição das preceptivas da prática cênica no século XVI italiano a partir da análise exegética do “Tratado sobre as cenas”, pertencente à obra Da arquitetura e Perspectiva do arquiteto e preceptor bolonhês Sebastiano Serlio. O esquadrinhamento dos três gêneros de cenas antigos – tragédia, comédia e sátira –, normatizados por Serlio a partir do escrito vitruviano sobre arquitetura, tem em vista modificações e adequações consoantes à proposição da “cena moderna”, cuja matéria baseia-se na pintura e na arquitetura, das quais se distingue ao compor assunto próprio às artes cênicas, qualificando matéria da representação cênica, mesmo que ainda não reconhecida como arte autônoma.

 

Compre aqui

 

Livro é um quadro panorâmico sobre os protagonistas de uma transformação profunda no nosso modo de ver o teatro e a arte cênica

Por Mário Henrique Simão D´Agostino

 

Após o Saque de Roma conduzido por Carlos V, Serlio regressa a Veneza, onde terá oportunidade de integrar círculos humanísticos ligados às experiências pioneiras de reconstituição do teatro all’antica, consumadas sobretudo na região do Vêneto – embora a Vila Madama, em Roma, projeto de Rafael, já evidencie um interesse similar. Ali se encontram os fermentos que alentam a construção do Teatro Olímpíco, em Vicenza, concebido por Andrea Palladio, a dar guarida ao último e mais fascinante capítulo da aventura serliana, por assim dizer, as cenografias tridimensionais destinadas às portas da scaenae frons, projetadas por Vincenzo Scamozzi.

 

Tal o desafio enfrentado pelo livro que o leitor tem diante dos olhos, compreender a complexa trama de relações políticas, comitências, círculos humanísticos, circulação de pessoas, escritos e gravuras, enfim, ensaiar um quadro panorâmico que verta novas luzes sobre os protagonistas de uma transformação profunda e irreversível no nosso modo de ver o teatro e a arte cênica. Brinda-nos Vania Cerri com um universo de estudos praticamente ausente no Brasil; pouquíssimos são os livros, entre nós, sobre as origens da arquitetura cenográfica moderna.  Outrossim, ao deslindar, com erudição e mão de mestre, um momento histórico copioso de experiências e proposições, a autora consigna seu trabalho não somente a estudiosos de cenografia ou de teatro mas, maiormente, ao leitor culto e amante das artes, invitando-nos todos a uma incursão pelo maravilhoso e o espetacular no (e do) grande Renascimento Italiano.

 
^ Top ^