Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Pina Bausch e o Wuppertal dança-teatro: repetição e transformaçã
Pina Bausch e o Wuppertal dança-teatro: repetição e transformaçã
De: R$ 70,40
  Por: R$ 56,32
Economia de R$ 14,08
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Observações sobre educação no campo e desenvolvimento no Brasil
Observações sobre educação no campo e desenvolvimento no Brasil
R$ 44,00
R$ 35,20
Veja mais novidades
Psicanálise lacaniana: revoluções em subjetividade
Psicanálise lacaniana: revoluções em subjetividade
Código do Produto: 16x23
De: R$ 102,00
Por: R$ 102,00
Economia de R$ 0,00
 
Acessar a Cia. dos Livros

Psicanálise lacaniana: revoluções em subjetividade
Ian Parker
Formato 16x23, 390 páginas
ISBN 978-85-391-0540-3

Para seguir a linha traçada por este livro é preciso quatro argumentos. O primeiro é que a psicanálise não é universalmente verdadeira. (...) O segundo é que a psicanálise é construída como um dos diversos nomes da subjetividade, do que chamo de ‘cápsulas conceituais do sujeito’ sob o capitalismo, e isso contradiz muitos dos que gostariam de ignorar a psicanálise e os quais a psicanálise às vezes denomina como psicóticos ou perversos, assim como àqueles obcecados por ela e àqueles cuja recusa é compreendida como algum tipo de protesto histérico. O terceiro, a psicanálise lacaniana é um dos nomes para a subjetividade contraditória do capitalismo tardio, virtual, precário, neoliberal. A psicanálise já fazia parte da globalização desde o inicio do capitalismo, competitiva e individualista, mas a psicanálise lacaniana introduz algumas das voltas, reviravoltas e saídas para esta condição. O quarto, as contradições da psicanálise precisam estar conectadas a outros movimentos emancipatórios e revolucionários que se formaram sob a regra do capital em resposta ao capitalismo– o marxismo e o feminismo– mas que foram mais inseguramente atentos à natureza histórica das formações político-econômicas contra quem se confrontavam.
 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     A pele como litoral   A pele como litoral
     Causalidade e desencadeamento na clínica psicanalítica   Causalidade e desencadeamento na clínica psicanalítica
     Poder e política na clínica psicanalítica   Poder e política na clínica psicanalítica
     Escrever o trauma, de Freud a Lacan   Escrever o trauma, de Freud a Lacan
     O inconsciente: que é isso?   O inconsciente: que é isso?
     O significante, o conjunto e o número: a topologia na psicanális   O significante, o conjunto e o número: a topologia na psicanális
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail