Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
          - -Annablume Literária
          - Crítica Contemporânea
          - Trabalho e Contemporaneidade
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Luís Saia e as teorias de restauro: São Paulo, 1937-1975
Luís Saia e as teorias de restauro: São Paulo, 1937-1975
De: R$ 72,10
  Por: R$ 57,68
Economia de R$ 14,42
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
A teoria crítica na multiplicade de suas vozes
A teoria crítica na multiplicade de suas vozes
R$ 84,10
R$ 67,28
Veja mais novidades
Manifesto Convivialista: declaração de interdependência - Edição
Manifesto Convivialista: declaração de interdependência - Edição
Código do Produto: 14x21 cm
De: R$ 77,10
Por: R$ 77,10
Economia de R$ 0,00
 
Acessar a Cia. dos Livros

Manifesto Convivialista: declaração de interdependência - Edição brasileira comentada
Fréderic Vandenberghe (organizador)
Formato: 14x21cm, 293 páginas
ISBN 978-85-391-0801-5

Neste volume, submetemos o Manifesto ao debate e, por que não (?), ao dissenso. O livro contém duas partes. Na primeira, republicamos o Manifesto Convivialista tal como foi publicado em português pela Annablume em 2013. Em seguida, apresentamos uma tradução da apresentação por Alain Caillé e Philippe Chanial do número especial da Revue du MAUSS (2014, número 43, primeiro semestre) dedicado ao “Convivialismo como vontade e esperança”. A publicação deste primeiro volume de comentários sobre a sociedade convivial foi a ocasião para uma longa entrevista com o grande teórico do dom realizada por Francesco Fistetti e pelos organizadores desse volume. Fechamos a primeira parte com um brinde – uma entrevista breve mas potente de Edgar Morin, um dos tantos coautores do Manifesto.

Na segunda parte – que intitulamos com referência oblíqua a Guy Debord e em homenagem a André Gorz “Comentários sobre a sociedade convivial”–, publicamos reflexões curtas (cinco páginas no máximo), incisivas e com críticas construtivas de intelectuais brasileiros.
Dos organizadores

 
Também compraram este produto
Clientes que compraram este produto, também compraram:
     
Manifesto Convivialista: declaração de interdependência - Edição
   Manifesto Convivialista: declaração de interdependência
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail