• banner_uma_ideia_de_arquitetura
  • banner_mulheres_tempos_e_trabalhos
  • banner_marta_inez
  • banner_andre_costa
Home Todas as Coleções Classica Digitalia Brasil
Uma ideia de arquitetura

uma_ideia_de_arquitetura

 

Uma ideia de arquitetura: escritos de Lina Bo Bardi
Marina Grinover
Formato: 16 x 23 cm, 296 páginas
ISBN 978-85-391-0928-9

 

Compre aqui

 

O foco eleito por  Marina Grinover permite-nos especificamente refletir sobre o discurso de Lina Bo Bardi,
por José Tavares Correia de Lira

 


O livro se inscreve no magnífico espaço bibliográfico que vem se montando em torno da obra multifacetada de Lina. Partindo de pesquisas de referência e dialogando com monografias centradas em aspectos específicos de sua atuação – os anos de formação na Itália, a parceria com Bardi, o período na Bahia, seus projetos residenciais, museus e espaços culturais, sua militância cultural e política, seu diálogo com as artes populares, seu trabalho com ilustração, design, patrimônio, exposições, cenografia, entre outros – o foco eleito por Grinover permite-nos especificamente refletir sobre o discurso da arquiteta. Trata-se de nele observar os temas de reflexão mais recorrentes, as suas circunstâncias de enunciação e publicização, os propósitos em jogo, seu estilo narrativo, os movimentos e oscilações de texto a texto, seus rebatimentos em outras esferas de atuação, o teor e a temperatura do debate público em que se inseriam.


As primeiras coletâneas de seus textos começaram a surgir nos anos 1990 com o aprofundamento da pesquisa sobre a obra da arquiteta. O livro Lina Bo Bardi, organizado por Marcelo Ferraz (1993), e Lina por escrito: textos escolhidos de Lina Bo Bardi (2009), organizado por Grinover e Silvana Rubino, são marcos inquestionáveis do processo de reconhecimento de sua produção escrita como capítulo essencial de sua obra. Mas a proposta agora é oferecer uma primeira exegese de conjunto do volumoso universo de escritos da arquiteta, compreendendo o período que vai de1940, quando estreou nas redações de periódicos italianos como Domus, A, Lo Stile e Grazia, à longa e prolífica atuação no Brasil, entre 1946 e 1992, quando dirigiurevistas como Habitat e Mirante das Artes, assinou colunas regulares como no Diário de Notícias de Salvador, ou colaborou de modo mais eventual em revistas e jornais como Malasartes, Projeto, AU e outros.


É verdade que o interesse de Marina Grinover pelos deslizamentos na obra de Lina Bo Bardi entre o tema da casa e da cidades e rebate na prioridade conferida a alguns materiais mais do que outros em sua análise. Mas a cuidados a catalogação de cerca de 570 escritos que arremata o volume, e a publicação ao longo do texto principal de cópias fac-similares de alguns de seus escritos ainda pouco acessíveis, irão estimular novas leituras deste corpus inesgotável de ideias de Lina, contribuindo para a afirmação de seu pensamento como parte valiosíssima da literatura arquitetônica – italiana, brasileira e internacional – do século XX.

 


 
^ Top ^