Annablume Editora
BOX_HEADING_LOGIN_BOX
Seja Bem Vindo(a)!

Faça seu login
Cadastre-se

 
 
 
HomeSite
Busca Rápida
Suas Compras   Meu Carrinho 0 Iten(s):
Fabricantes
Fabricantes
Categorias
Categorias
        -Arquitetura, Urbanismo e Políticas Urbanas
        -Biblioteca Flusseriana
        -Corpo, Sexualidades e Políticas da Multidão
        -Cultura Tecnológica e Redes Digitais
        -Geografia e Temas Socioambientais
        -Sociologia
        -Todas as Coleções
        -Todos os Temas
        Artes
        Outros Temas
        Revistas
Promoção
Especiais mais
Código florestal e compensação de reserva legal : ambiente polít
Código florestal e compensação de reserva legal : ambiente polít
De: R$ 69,80
  Por: R$ 69,80
Economia de R$ 0,00
Veja mais promoções
Novidades
Novidades mais
Trabalho à deriva : privatização e cultura do trabalho no porto
Trabalho à deriva : privatização e cultura do trabalho no porto
R$ 65,00
R$ 65,00
Veja mais novidades
A signficação na fotografia
A signficação na fotografia
Código do Produto: 14x21 cm
De: R$ 47,10
Por: R$ 47,10
Economia de R$ 0,00
 
Acessar a Cia. dos Livros

A signficação na fotografia
Antonio Vicente Pietroforte
Formato: 14X21 cm, 84 páginas
ISBN: 978-85-391-0811-4

Parece não haver discussões quando se define fotografia como tecnologia de reprodução de imagens, pela ação da luz, sobre superfícies fotossensíveis. As primeiras fotografias foram feitas assim; sua invenção é a invenção dessa tecnologia. Apesar da materialidade da fotografia mudar constantemente, de placas de estanho e papel a visores de plasma, o fato da imagem ser fixada por meio da luz se mantém; de Nicéphore Niépce ao Telescópio Espacial Hubble, seja com sais de prata, seja por meio de pixels, tudo depende da fixação da luz. Contudo, quando são discutidos os papéis sociais da fotografia, suas propriedades enquanto linguagem humana, suas relações com supostas realidades das coisas e fatos do mundo, nada é claro e evidente.

Por ser invenção do mundo moderno e pós-moderno, a fotografia só pode ser estudada nesses contextos históricos; a fotografia e o cinema só existem do mundo moderno em diante, contrariamente às demais artes plásticas, como a pintura, a escultura e arquitetura, datadas desde as idades da pedra. Se essa observação permite considerações históricas sobre os adventos da fotografia, classificá-la entre as expressões plásticas da humanidade permite considerações semióticas. Enquanto comunicação e expressão, a fotografia é definida como uma linguagem entre outras linguagens humanas, tornando possível seu estudo nos domínios do signo e da significação.
 
Newsletter
Ofertas e promoções exclusivas por e-mail